quinta-feira, outubro 19, 2006

Num mundo perfeito... ?

“Num mundo perfeito, governado pelo Bloco de Esquerda, o aborto seria com certeza livre, o consumo de drogas feito à mesa dos cafés, os homossexuais casariam e criariam os filhos dos outros, a eutanásia viria a caminho e com certeza que a GNR, ou qualquer outra polícia, se a houvesse para além da prestação de serviços de trânsito, seriam impedida de disparar sem um requerimento à tutela. Admito mesmo que, excepcionalmente, e em caso de desobidiência a este principio, fosse permitida a pena de morte para todos os agentes que ousassem incomodar os criminosos em fuga.”
Editorial, Sábado