segunda-feira, outubro 10, 2005

Reposição

O cilício é um democrata. Todos sabem que a opinião que tem de joão salgueiro não é propriamente simpática.
Os leitores mais recentes, que não conheciam este blog antes da campanha eleitoral podem achar que se trata apenas de um órgão de propaganda. Enganam-se.
Condicionado à modesta capacidade literária do autor, o propósito do cilício é levantar questões sobre temas da actualidade e sobre a forma como são tratados pelos
decisores políticos.
Nesse sentido, ao longo dos seus 10 meses de existência foi publicando textos questionando quem estava no poder autárquico, ou seja ao Dr. José Ferreira secundado pelo sr. salgueiro.
Os referidos textos não solicitam respostas por escrito, pretendem apenas lançar dúvidas sobre assuntos aparentemente banais.
Segundo o que diz, joão salgueiro está romper pelas costuras de motivação para tirar o nosso concelho do subdesenvolvimento. Na qualidade de recém-chegado (será que é?), merece o benefício da dúvida.
Infelizmente, o cilício teme que a breve prazo se instale a dúvida do benefício...

Enquanto os portomosenses festejam o salto que deram da frigideira para o lume (como o cilício gostaria de estar enganado) aqui ficam alguns desses textos em reposição:

O poder do futebol e o futebol do poder
Ainda a prática desportiva
Bibliocafés

Sr. salgueiro, qual é a sua opinião sobre estas questões e sugestões? Não responda nem mande recado, aja!

8 Comments:

At 2:03 da manhã, Blogger ciliciu said...

Oh cilício, não imaginas o quanto te lamento, é que isso já não é nervoso miudinho, é febre delirante.
A mensagem que pretendes fazer passar, não é bílis nem veneno, é ódio. Um ódio de estimação, cujos verdadeiros motivos ainda não foste capaz de explicar, mas que para mim são mais que óbvios.
O cilício não é um simples cidadão anónimo que se diverte a lançar atoardas sobre os nossos políticos, principalmente sobre o agora presidente João Salgueiro.
O cilício é muito mais que isso, é um "jovem" aprendiz de feiticeiro, cheio de ambição política e com a obsessão de vir a ser Presidente da Câmara de Porto de Mós.
Para isso criou este blog que ao contrário do que ele diz, é mesmo um órgão de propaganda através do qual vai malhando na concorrência. Começou por malhar no Zé Ferreira, mas como inteligente que é, cedo se apercebeu que o verdadeiro perigo, vinha do lado do Salgueiro e rápidamente alterou a estratégia préviamente concebida.
Com a vitória do Zé Ferreira, a travessia do deserto a que o cilício se propôs, duraria no máximo quatro anos. Caso o vencedor fosse o Salgueiro, os quatro anos fácilmente passariam a oito, porque muito poucos são os Presidentes de Câmara que perdem eleições no fim do primeiro mandato.
Nem Maquiavel faria melhor. A estratégia era perfeita.
Mas então o que falhou?
Elementar meu caro Watson. Há uma coisa que em democracia ninguém controla - a vontade do Povo.
Essa falou mais alto e a ciliciosa estratégia ruiu que nem um castelo de cartas.
Meu caro cilício, ao contrário de muitos que visitam o teu blog com uma avidez mórbida em busca de mais algum boato de última hora ou de outros que lêm mas que já desistiram de ripostar às bacoradas que aqui são publicadas, aqui o cilíciu pensa de outra forma.
Porque te conheço e sei quem és e o que pensas, estou aqui para te combater, no teu próprio terreno e com as tuas próprias armas.
O ciliciu será o flagelo do cilício.
Aceitas o desafio?

 
At 10:20 da manhã, Blogger cilicio said...

O cilicio ri-se a bandeiras despregadas com as reacções que está a causar nos salgueiristas.
Preocupem-se em fazer um bom trabalho se forem capazes.
Como já aconteceu noutros textos (ver a reacção ao texto de Paulo Amado n’O Portomosense), contra questões claras e argumentação objectiva os recém-chegados ao poder reagem com desconsiderações de forma a puxar a conversa noutra direcção.
Quem lá está agora, saberá certamente que também é um acto de cidadania colocar questões e pedir esclarecimentos aos decisores políticos. Estes têm de ter cultura democrática e entender que todas as apostas feitas deverão ser explicadas à comunidade se tal forem solicitados. Reagir com agressividade mostra falta de segurança. Um pedido de esclarecimento não é uma agressão. Se houver nobreza na actividade política há também disponibilidade para dar respostas à comunidade.
O cilicio é que está em situação de colocar deafios. Os seus comentários são uma reacção a esse mesmo desafio. Como saberá, o autor do blog pode em qualquer momento eliminar os comentários recebidos, se assim o entender. Se os salgueiristas tivessem essa opção o que fariam ao cilício?
Como a programação não lhe agrada pode sempre mudar de canal.

 
At 2:16 da tarde, Blogger VA&MA said...

Lamento o nível em que a campanha eleitoral atingiu em Porto de Mós.

Nasci em Porto de Mós e sempre quis acreditar (reconheço que algumas vezes com muito esforço) que era uma Terra sã...mas agora reconheço que estamos na linha de passagem...para a insanidade.

Pessoalmente custou-me muito ver que no Domingo Porto de Mós passou a ser uma terra onde o populismo e a demagogia venceu...
Fiquei desiludida mas ontem no jornal da noite da TVI superou tudo...como é possível atingirmos o nível mais baixo na política...
Eu sou católica praticante e lamento que se utilizem formas tão pobres de conteúdo para promoção de uma vitória.
A peregrinação a Fátima é uma algo demasiado sério para ser utilizado desta forma...

Que pobreza de espirito populismo...
No Domingo fiquei triste mas ontem fiquei envergonhada de ser Portomosense.
Comigo estarão muitos Portomosenses que não se reconhecem e que de certo não querem que Porto de Mós seja mediático por isto...mas sim por Obra Feita!

Sr. Presidente faça algo pela nossa terra e deixe-se de manobras de diversão e publicidade foi para isso que o elegeram que em si votou no passado domingo...
E já agora Sr. presidente confirme-me se já tem a aprovação do projecto que diz fazer em
6 meses junto ao rio Lena...é que muito mais que isso vai precisar para ter a aprovação do Programa Natura...

 
At 2:49 da tarde, Blogger portomosense said...

É com tristeza que vejo as promessas fáceis, o vota mim k te dou algo em troca, a mentira vencer em Porto de Mós. Venceu o populismo, a falta de ideais políticos. Como jovem e portomosense temo pelo meu futuro. De facto não quero viver num concelho de gente pobre em ideais, honra e lealdade. Daqui a 4 anos cá estaremos para julgar este tipo de gente!

 
At 7:42 da tarde, Blogger ciliciu said...

O dilírio não pára e pior que isso, vai alastrando.
Ao contrário do que diz o meu amigo cilício,se estivesse nas minhas mãos o poder para censurar ou silenciar este blog, jamais o faria. Depois quem é que eu poderia provocar (no bom sentido)?
Ele cilício, tem esse poder, mas não quero acreditar que o use, até porque se diz um democrata.
Dizê-lo não basta, há que o provar.
E como diz o nosso povo, "quem diz o que quer, ouve o que não gosta".
Só precisamos é de capacidade de encaixe e cabeça fria para responder e aí cilício podes contar comigo, porque não sou de virar a cara a uma boa "luta", com nobreza e elevação.
Lamento no entanto que alguns dos leitores e intervenientes ainda não tenham digerido a vitória do Salgueiro. Afinal estão com medo de quê? Porquê tanta preocupação?
Francamente, lembram-me os saudosistas do antigo regime no dia 26 de Abril de 1974.
Só dizem bacoradas, lançam atoardas, falam em julgamentos para daqui a quatro anos.
Acaso algum terá aqui dado alguma opinião construtiva, alguma sugestão para solucuionar alguma coisa? Não me recordo de ter lido alguma.
Tenham paciência, respeitem as pessoas e acima de tudo a soberana vontade dos portomosenses.

 
At 9:32 da tarde, Blogger PortusDeMolis said...

Porto de Mós de facto, empobreceu.


Custa-me admitir isso, mas preferia, por exemplo, ver a minha Terra referenciada por motivos mais nobres do que aqueles que vi ontem em notícia televisiva.

como comunidade, escolhemos este novo representante,para gaudio de alguns, amargura de outros, mas sera que me posso rever neste meu novo representate, enquanto portomosense?

A mim incutiram-me valores.
como filho de um 25 de abril que não conheci, ensinaram-me a honrar valores que alguns teiman em banalizar.

Senhor Presidente, ESTA NAS SUAS MÃOS, repor certos valores que optou desbaratar,a torto e a direito, para conseguir me representar (embora sem o meu voto). mas para isso é preciso que os tenha,caso contrario, cultiveos! pois os Portomosenses não se deixarão empobrecer 2 vezes.

Respeito a sua legitima posição. Respeite tambem a nossa, poupando-nos a atitudes Pobres, e fazendo o que lhe compete.

Será pedir muito?

 
At 10:24 da tarde, Blogger PP said...

Como portomosense, embora pense, que os dois candidados eram muito fracos, e que possivelmente pouco ganharemos com a troca, penso mesmo assim, que alternância do poder é benéfica, para todos. O Sr Salgueiro tem 4 anos para provar, que afinal de contas muitos dos portomosenses estavam enganados a seu respeito. Espero que a equipa o ajude a desenvolver as suas promessas eleitorais. Nós não se iremos esquecer delas, daquei a 4 anos iremos cobrar e com toda a certeza nem o PS, nem o Sr Salgueiro terão nova oportunidade.
Para os vencidos nesta espero que tenham também elevação e aceitem esta derrota, é apenas uma batalha. Afinal de contas, são os grandes responsáveis, pois, estiverem 30 anos no poder. Têm que assumir a responsabilidade das más governações, do marasmo que o concelho de Porto de Mós é, até no panorama regional. O Sr Ferreira, devia ter tido a coragem, de na altura certa, ter preparado pessoas, para a sua substituição e saido pela porta grande, com obra que vincasse a sua passagem pela gestão autárquica do Concelho. Não o fez, foi prepotente, não deu ouvidos a ninguém, saindo assim, pela porta dos fundos.
Espero sinceramente que o blog continue, que não seja sómente essa luta que me parece existir entre duas pessoas, que se conhecem e devem estar interessadas em algo, e que este blog sirva também para propor e discutir novas ideias, e que seja um meio de comunicação entre os portomosenses, que não tenham acesso ao viciado Jornal da Terra.
Boa noite e obg pela oportunidade.

 
At 12:50 da manhã, Blogger cilicio said...

Ufa! Finalmente alguém que interpretou correctamente o propósito do cilício. Apenas um reparo, aqui ninguém conhece ninguém. Quanto muito há palpites. Mas num espaço de ideias as caras servem para quê?

 

Enviar um comentário

<< Home